Perguntas & respostas: Tire suas dúvidas sobre a redução da pressão da água

Qual é o impacto da redução da pressão na rede de 40 para 10 metros de coluna d’água no meu imóvel?

O Estado de S. Paulo

17 Abril 2014 | 19h00

A água fica sem pressão suficiente para chegar até reservatórios e domicílios localizados a mais de 10 metros de altura em relação ao início da rede de distribuição local. As cidades são divididas em zonas de distribuição a cada 40 metros de altitude. Neste caso, o imóvel que não tem caixa d’água ou que está em bairros altos da cidade pode ficar com a torneira seca entre meia-noite e 5 horas.

Qual é a vantagem em reduzir a pressão da água?

Como o consumo de água é bem menor de madrugada, a vazão na rede é baixa. Assim, ao reduzir a pressão, a Sabesp também diminui o índice de perda de água por vazamento na tubulação provocado pela pressão da água.

Por que a Sabesp está reduzindo a pressão da água?

A empresa alega que a medida é uma manobra operacional necessária para remanejar água dos Sistemas Guarapiranga e Alto Tietê para regiões que antes eram abastecidas pelo Sistema Cantareira, que enfrenta a pior seca de sua história.

Essa redução representa racionamento de água?

Especialistas divergem sobre o assunto. Para alguns, restringir o consumo de água propositadamente, deixando regiões desabastecidas com frequência, é racionar água. Para outros, o fato de a redução ser motivada por uma manobra operacional para reversão de água na rede indica que não se trata de rodízio padrão de água.

Mais conteúdo sobre:
Cantareira

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.