1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Pedágio eletrônico concorrente do Sem Parar começa a ser vendido em SP

Caio do Valle - O Estado de S.Paulo - Atualizado às 17h20

05 Fevereiro 2013 | 17h 02

Auto Expresso poderá ser usado em todos os pedágios estaduais a partir de 14 de fevereiro

Começou a ser vendido nesta terça-feira, 5, um novo serviço de pedágio eletrônico nas rodovias de São Paulo. Primeiro concorrente do Sem Parar, o Auto Expresso pode ser adquirido pela internet (www.autoexpresso.com.br) e usado em todos os pedágios estaduais a partir do dia 14, após o carnaval. Inicialmente, o governo do Estado pretendia que o produto começasse a funcionar em setembro do ano passado, mas houve atraso. Em março, uma terceira marca, a ConectCar também estará disponível, conforme antecipou o Estado em janeiro.

Com a concorrência, a Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) tenta fazer com que caiam os preços para a adesão e aquisição dos "tags" (aparelho que identifica a passagem do veículo pelo pedágio) e dos planos pré e pós-pagos.

No mês passado, a empresa DBTrans, responsável pelo Auto Expresso, havia informado que lançaria o serviço no último dia 28, mas houve outro atraso, e a operação só poderá começar no próximo dia 14.

Segundo a Artesp, o plano Auto Expresso Livre, pré-pago, terá uma taxa de adesão de R$ 30 para veículos de passeio, com taxa de recargar de R$ 6. A modalidade pós-paga custará R$ 30 de adesão, com mensalidade de R$ 6. A agência reguladora informou que "todos os planos estão com um desconto de cerca de 47%". Existem ainda planos para caminhoneiros e transportadoras.

Os motoristas que optarem pelo Auto Expresso ou pelo futuro ConectCar deverão usar as mesmas cabines de débito atualmente voltadas para o Sem Parar. A sinalização das placas de trânsito e na pista das rodovias já começou a ser alterada para indicar as novas operadoras.

Veja tabela com os preços de cada operadora: