1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Paulistas enfrentam trânsito no retorno à capital

Reginaldo Pupo - Especial para O Estado de S. Paulo

05 Janeiro 2014 | 17h 13

Rodovia dos Tamoios e Rio-Santos apresentam lentidão com longas filas de carros

CARAGUATATUBA - O motorista que trafega pela Rodovia dos Tamoios (SP-99), que liga o litoral norte de São Paulo ao Vale do Paraíba, enfrenta diversos pontos de lentidão, principalmente no trecho de serra. O grande volume de veículos, que já era esperando, aumentou ainda mais durante o período da manhã, com a interdição da Rodovia Oswaldo Cruz (SP-125), que liga Ubatuba a Taubaté, devido à queda de uma barreira. A via ficou fechada por oito horas, mas liberada por volta do meio dia. A Polícia Rodoviária prevê que 37 mil carros utilizem a Tamoios e Oswaldo Cruz neste domingo, retorno do feriado prolongado de Ano Novo.

A situação é complicada na Rodovia Rio-Santos, que no seu trecho paulista, corta os municípios de Bertioga, Caraguatatuba, Ilhabela, São Sebastião e Ubatuba. A situação é complicada entre Caraguatatuba e Ubatuba, cidades distantes 50 quilômetros. Durante todo o dia de hoje, o trajeto estava sendo percorrido entre 2h30 a 3h no sentido Ubatuba-Caraguá. Em dias normais, o trecho é feito em 50 minutos. O movimento também é intenso no trecho inverso, com motoristas chegando ao litoral norte.

Na Praia Grande, em Ubatuba, o motorista precisa de muita paciência para percorrer os cerca de dois quilômetros de extensão na orla, pois o percurso está sendo feito entre 30 a 40 minutos. Na Rodovia Mogi-Bertioga, o tráfego é intenso desde as primeiras horas da manhã e o motorista enfrente chuva e neblina em alguns pontos da estrada.

Obras. O Desenvolvimento Rodoviário S/A (Dersa) retomará nesta segunda-feira, 6, as obras de duplicação na Nova Tamoios Planalto, suspensas durante os feriados de Natal e ano-novo. As obras serão reiniciadas ao longo do trecho de Planalto, do km11 ao km 60, a partir das 6 horas na pista sul e a partir das 13h na pista norte. Ainda segundo o Dersa, com a retomada dos trabalhos, retornam os bloqueios de pista durante a madrugada e as operações pare e siga. A estimativa é de que todo o trabalho esteja concluído em até 15 dias.