1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Passageiros elogiam monotrilho, mas criticam trepidação

Victor Vieira - O Estado de S. Paulo

30 Agosto 2014 | 13h 28

Com duas estações ainda em teste, Linha 15 vai operar por enquanto aos sábados e domingos, das 10 às 15 horas

SÃO PAULO - Com tempo de espera longo e horário de funcionamento reduzido, o Metrô inaugurou neste sábado, 30, o primeiro trecho do monotrilho, entre as Estações Vila Prudente e Oratório da Linha 15-Prata, na zona leste da capital. Passageiros elogiaram a estrutura, que ainda está em fase experimental de operação, mas criticaram o atraso nas obras e a trepidação do trem no trajeto.

A abertura do trecho, que começou a ser construído há quatro anos, era prevista para 2012. Segundo o secretário de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, a demora se deve, principalmente, a dificuldades em ajustar o projeto a exigências ambientais. “Também obedecemos a todos os protocolos de segurança”, diz.

Nestes dois primeiros meses, de testes, o monotrilho funcionará gratuitamente, só aos sábados e domingos, entre 10h e 15h. A velocidade será de aproximadamente 50 km/h, cerca de 35% menor que a velocidade máxima prevista para a linha, de 80 km/h. O tempo de espera para cada viagem será alto – entre 16 e 18 minutos, bem acima do intervalo de dois minutos esperado na operação normal.

Ansioso pela obra após sucessivos adiamentos, o desempregado Rogério Romão aprovou o trem, mas reclamou da trepidação. “É estranho como treme várias vezes”, relata. O trajeto com solavancos foi a principal reclamação dos primeiros visitantes. A expectativa do Metrô é que, com o tempo, a acomodação dos pneus do trem na via reduza a trepidação, mas a estrutura não terá a mesma estabilidade do metrô convencional.

A professora universitária Lúcia Lemos afirma que a altura do monotrilho – a cerca de 15 metros do chão, o equivalente a um prédio de cinco andares – dá vertigem. “Tive uma sensação de insegurança lá de cima”, diz

Outras queixas são a falta de passarela sobre a Avenida Luiz Ignácio de Anhaia Mello para os passageiros que deixam a Estação Vila Prudente e de interligação com a Linha 2-Verde do Metrô. A promessa de abertura da próxima estação da linha, em São Mateus, é para 2015.