Pai mata bebê de 6 meses por asfixia em Indaiatuba

Jovem confessou ter matado a criança porque estava com raiva da ex- companheira

Tatiana Fávaro,

03 Abril 2010 | 12h20

Um rapaz de 19 anos chamado Carlos Henrique Santos assassinou o filho de 6 meses por asfixia na tarde da sexta-feira, 2, em Indaiatuba, interior de São Paulo. Ele foi preso e confessou ter matado a criança.

 

De acordo com a polícia, o bebê foi agredido, asfixiado e deixado em um terreno baldio do bairro Morada do Sol. Ainda com vida, foi levado para um hospital da cidade pelos bombeiros, mas morreu no local.

 

Segundo informações, o rapaz foi até a casa da mãe da criança, no mesmo bairro, e disse que queria passar o dia com o filho.

 

Após receber permissão para ficar com a criança na casa da mãe, Santos fugiu com o bebê. Ele foi para a casa de um parente onde, de acordo com policiais, passou pouco tempo. Saiu informando que levaria a criança de volta para a casa da mãe e voltou com as roupas do filho.

 

Segundo depoimentos de testemunhas, Santos confessou o crime ao retornar.

 

Policiais informaram que o rapaz é dependente químico. Ele afirmou ter matado o filho por raiva da ex- companheira. A mãe da criança foi levada para o hospital em estado de choque.

Mais conteúdo sobre:
bebê asfixiado pai Indaiatuba

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.