Os véus da cidade em desconstrução

Fotógrafo que nos últimos dois anos registrou mais de 60 prédios em reforma e demolição faz cliques exclusivos a pedido do 'Estado'

EDISON VEIGA, O Estado de S.Paulo

10 Dezembro 2011 | 03h03

São Paulo é beneficiária e vítima, como diria a música de Caetano Veloso, da "força da grana que ergue e destrói coisas belas". Prato cheio para o fotógrafo carioca Thales Leite, que desde 2009 não pode ver um prédio em construção sem parar para fotografá-lo. "Esses tecidos que eles colocam envolvendo a obra têm uma plástica muito interessante. Então comecei a pensar sobre o impacto disso na paisagem urbana", comenta. "É como um 'band-aid' gigante, um aviso de que o prédio está machucado mas será consertado."

Nos últimos dois anos, ele acumulou mais de 60 dessas imagens em suas andanças pelo Brasil. Cenas de obras do Rio - onde nasceu em 1979 e onde reside até hoje -, de Belo Horizonte - para onde viajou só com o intuito de produzir cenas assim -, de Belém e de São Paulo. "Quando um amigo vê um prédio em obras, já me avisa", diz ele, que já enfrentou alguns perrengues por obsessão. "Já teve porteiro que achou que eu fosse fiscal, ou algo assim. Então veio me mostrar que a documentação do prédio estava ok, essas coisas", conta, aos risos. "Por isso, ando com um catálogo na bolsa, para provar que estou fotografando por arte."

Essa arte fica exposta até 29 de janeiro no Centro Cultural São Paulo (Rua Vergueiro, 1.000, Paraíso, telefone: 11 3397-4002), com entrada grátis. A convite do Estado, o carioca Thales fez um tour por São Paulo e produziu as imagens que ilustram, exclusivamente, esta página.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.