Ônibus intermunicipal tem reajuste a partir deste domingo em SP

Tarifa das linhas rodoviárias e suburbanas subiu 10,53% e 13,4%, respectivamente; ônibus da Grande São Paulo não são afetados

O Estado de S. Paulo

05 Julho 2015 | 14h04

SÃO PAULO - O reajuste das tarifas de transporte intermunicipal passou a valer a partir deste domingo, 5. As linhas rodoviárias, que operam entre terminais ou agências de venda de passagens, sofreram reajuste de 10,53%, enquanto as linhas suburbanas, em que o passageiro é cobrado no interior do veículo, vão subir 13,4%.

O aumento não vale para os ônibus que operam na Grande São Paulo, por serem regulamentadas pela Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU). Segundo a Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), os valores autorizados servem para recompor custos operacionais entre outubro de 2013 e maio de 2014. O último aumento havia sido há 17 meses.

A Artesp afirma que a inflação acumulada no período foi de 13,7% (IPC-A) e os salários dos trabalhadores da categoria foram reajustados em 17,1%. Também foi considerado o aumento do óleo diesel que subiu 16,91%. Ao todo, são 631 linhas rodoviárias e 431 suburbanas.

Diferença. A agência reguladora explica que o serviço rodoviário é o que, em geral, faz viagens expressas, com menos pontos de parada. Os veículos têm poltronas individuais numeradas e bagageiro externo, além de ser proibido o transporte de passageiros em pé.  

Já o serviço suburbano tem vários pontos de paradas e usa o ônibus urbano convencional. Por causa das paradas, a velocidade média normalmente é inferior ao do outro serviço. As poltronas não são numeras e é permitido que o passageiro viaje em pé.

Mais conteúdo sobre:
São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.