Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

São Paulo

São Paulo » OAB vai investigar se houve abuso da PM contra advogado detido

São Paulo

São Paulo

OAB

OAB vai investigar se houve abuso da PM contra advogado detido

Vídeo na internet mostra o defensor Benedito Barbosa imobilizado por policiais militares que o arrastam na rua

0

Luciano Bottini Filho,
O Estado de S. Paulo

26 Junho 2014 | 21h53

SÃO PAULO - A seccional de São Paulo da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-SP) vai investigar se houve abuso e quebra de prerrogativa profissional contra um advogado detido por policiais militares em uma reintegração de posse na Rua Aurora, região central da capital, na quarta-feira, 25. 

Um vídeo na internet mostra o defensor Benedito Barbosa, do Centro Gaspar Garcia de Direitos Humanos, imobilizado por PMs que o arrastam na rua. Segundo integrantes da Frente de Luta por Moradia (FLM), ele foi agredido depois de tentar conversar com  membros das  57 famílias que ocupavam o prédio.

O presidente da OAB-SP, Marcos da Costa, disse que vai apurar o caso, na Comissão de Direitos e Prerrogativas da entidade, ouvindo a versão do advogado e da PM. "Não está claro se eles estava no exercício profissional. Precisamos saber o que aconteceu antes e depois do vídeo". 

Em nota, a Polícia Militar afirmou que "o advogado, mediante força física, tentou romper o bloqueio policial e foi contido".  Segundo a assessoria de imprensa da corporação, foi elaborado um boletim de ocorrência por desobediência.

Mais conteúdo sobre: