O segredo da Dilma!

B.B. King sem parar

TUTTY HUMOR, O Estado de S.Paulo

03 Dezembro 2011 | 03h05

O pessoal do Jornal Nacional prepara-se para um fim de semana de arromba. Como se não bastasse o bota-fora da Fátima Bernardes, tem o bota-dentro da Patrícia Poeta. Capaz de nem ter Fantástico amanhã.

Cabeça branca

Christine Lagarde não conseguiu um tostão do governo brasileiro, mas também não saiu de Brasília de mãos abanando. Penalizado com a situação da diretora-gerente do FMI, o ministro Edison Lobão deu a ela meio litro de sua tintura de cabelo.

Ser livre é...

Deu no New York Times que, livres de Kadafi, os líbios não param em sinal vermelho, compram haxixe em qualquer esquina, dão tiros pro alto nas ruas coalhadas de camelôs, enfim, bem-vindos à democracia!

Tá podendo!

No exercício da presidência da República em razão de viagens ao exterior da presidente Dilma e do vice Michel Temer, o deputado Marco Maia está com a faca e o queijo na mão para se consagrar no Palácio do Planalto: tem ainda até a madrugada de domingo para demitir o ministro Lupi.

Bem lembrado

Por falar em Marcos Valério, cadê o Duda Mendonça, hein?

Psicologia

Em último caso, Dilma e Lupi poderiam tentar uma terapia de casal! Tem vezes que é difícil mesmo separar sem a mediação de um profissional.

Quase que o Sepúlveda Pertence, cujo nome já diz tudo, estraga a surpresa que a presidente Dilma prepara com tanto carinho para a festa de Natal no Palácio do Planalto.

A cabeça do Lupi já estava, inclusive, embrulhada para presente quando o presidente da Comissão de Ética Pública entrou em cena aconselhando o fim da brincadeira.

O eleitor ainda não sabe, mas a Dilma o tirou no sorteio de "amigo secreto".

Daí toda essa saia-justa, tadinha, para manter o ministro no cargo até a hora da distribuição dos presentes, o que deve acontecer já na semana que vem, antes que a falta absoluta de argumentos para não demitir o cara estrague a surpresa.

O constrangimento com a situação em Brasília chegou a um ponto tal na quinta-feira que não restou alternativa à presidente senão dar um pulinho em Caracas, onde ninguém sabe direito quem é ou para que serve o Lupi.

Sabendo aqui e agora que ele é o presente de "amigo secreto" que Dilma quer entregar de bandeja ao povo brasileiro neste fim de ano, será que não dá para esperar a hora da festa? Parece criança, caramba!

Entendeu, Sepúlveda, ou quer que a presidente desenhe?

A voz do fofo

Está explicado por que Ricardo Teixeira chamou Ronaldo Fenômeno para ser "a voz" do Comitê Organizador da Copa de 2014. Dá para imaginar o presidente da CBF dizendo coisas como "a

Copa é do povo"?

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.