O árbitro da 'Batalha dos Aflitos'

Vinculado à Federação de Futebol do Estado do Rio (Fferj) de 1989 a 2011, Djalma Beltrami integrou o quadro de árbitros da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) por 15 anos e o da Fifa, entre 2006 e 2008. No Rio, era homem de confiança do então presidente da Fferj, Eduardo Viana, que "sugeria" sua escalação para alguns "jogos de risco", em que grandes clubes cariocas não poderiam tropeçar em confrontos com equipes de menor porte. Ele não desapontava Viana.

RIO, O Estado de S.Paulo

20 Dezembro 2011 | 03h05

Beltrami ficou muito conhecido no futebol brasileiro ao apitar a final da Série B do Campeonato Brasileiro de 2005, no Recife. No jogo entre Náutico e Grêmio, ele tomou decisões polêmicas, a maioria a favor do time da casa.

Chegou a expulsar quatro gremistas e, ainda assim, não conseguiu evitar a vitória do time visitante, por 1 a 0, resultado que garantiu ao Grêmio o título de campeão. A partida é chamada até hoje como a "Batalha dos Aflitos", uma alusão ao antigo nome do estádio do Náutico. E já rendeu até filme. Beltrami deixou neste ano suas atividades como árbitro de futebol.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.