O 'anjinho' da região serrana

Usar o seu trabalho do dia a dia para salvar vidas fez do microempresário Wallace dos Santos Machado um verdadeiro herói em sua cidade. Ele tem um carro de som e ganha a vida fazendo anúncios pelo município de Areal, na região serrana do Rio. No dia 12 de janeiro, um episódio mudou radicalmente sua vida e a de centenas de famílias do município de 11 mil habitantes.

Eduardo Bresciani, O Estado de S.Paulo

25 Dezembro 2011 | 03h03

A prefeitura foi avisada pela Defesa Civil que as comportas de uma barragem próxima seriam abertas, por causa das fortes chuvas na região. Com isso, o Rio Piabinha, que corta a cidade, ia transbordar e as consequências poderiam ser gravíssimas. A prefeitura pediu a Wallace que usasse seu carro de som para avisar os moradores do perigo iminente. "Era um dia de sol, então tinha de ter o alerta. A prefeitura me acionou e eu fui para a rua avisar o que estava acontecendo. De todas as sete cidades da nossa região, somente em Areal não morreu ninguém por causa da enchente", conta o microempresário.

Depois do episódio, Wallace até mudou de nome na cidade. Para os moradores, ele agora é o "Anjinho". "O pessoal me chama de anjinho agora. Aonde eu vou, o pessoal está sempre lembrando o que aconteceu.".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.