Hélvio Romero/Estadão
Hélvio Romero/Estadão

Número de acidentes cai 30% após novos limites nas Marginais

Dados da CET mostram ainda diminuição da lentidão no período entre a tarde e a noite; balanço completo será divulgado nesta 4ª

O Estado de S. Paulo

19 Agosto 2015 | 07h53

Atualizada às 21h15

SÃO PAULO -  Nas quatro primeiras semanas de redução de velocidade nas Marginais do Pinheiros e do Tietê, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registrou queda de 29% na quantidade de acidentes de trânsito com vítimas, na comparação com o mesmo período de 2014. 

Entre os dias 20 de julho e 14 de agosto, 78 pessoas se feriram em choques e colisões. No mesmo período do ano passado, a CET registrou 110 casos em que pessoas se machucaram.

“Mesmo esses acidentes que aconteceam, vamos ter de trabalhar para ver que tipo de acidente é, quem está envolvido”, explicou o secretário municipal de Transportes, Jilmar Tatto, ontem, durante a apresentação do primeiro balanço da medida. A pasta deve divulgar números referentes aos 90 dias de redução de velocidade nas pistas. 

Em 2014, 1.399 pessoas se machucaram nos 1.180 acidentes com vítimas registrados nas duas Marginais. Ao todo, 73 perderam a vida nas vias.

Neste primeiro mês dessa política da CET, houve um caso a menos de acidente fatal: quatro ante três no comparativo com 2014. Já nos atropelamentos, a Prefeitura registrou queda de quatro casos nos primeiros 30 dias de redução da velocidade nas Marginais. Foram registrados apenas dois no período. 

Os estudos da CET apontam que diminuiu o índice de congestionamento nas Marginais. A redução foi de 10% no primeiro mês da medida. Antes da adoção da medida, segundo a CET, havia ocorrido um aumento da lentidão do tráfego em 2014 em relação a 2013. A quantidade de multas por excesso de velocidade com as novas velocidades não foi divulgada.

Nesta quarta-feira, 19, o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) encaminhou à Justiça Federal o pedido da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de suspender a redução das velocidades por entender que não tem competência para julgar o caso.

Motocicletas. O secretário Tatto disse também que há alta incidência de acidentes com vítimas envolvendo motocicletas nas duas Marginais. A pedido do prefeito Fernando Haddad (PT), a pasta de Transportes deve apresentar sugestões para diminuir esses casos, como proibir o tráfego de motocicletas nas pistas expressas da Marginal Pinheiros.

Atualmente, elas são proibidas de trafegar nas vias expressas da Marginal do Tietê porque ela tem pistas locais e centrais em toda a extensão. Na do Pinheiros isso não é possível, já que alguns trechos como em frente da raia olímpica da Universidade de São Paulo e do Jockey Club têm apenas vias expressas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.