Nove pontes e viadutos passarão por reformas

Intervenções começam no próximo mês e incluem o Viaduto Dona Paulina e as Pontes Ary Torres e Cidade Jardim

Caio do Valle e Tiago Dantas, O Estado de S.Paulo

26 Julho 2012 | 03h05

A partir do próximo mês, nove pontes e viadutos da cidade de São Paulo passarão por reformas, que devem durar de quatro a nove meses, dependendo do local. Segundo a Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana e Obras (Siurb), serão feitos reparos em pontos das estruturas como calçadas, juntas de dilatação, guarda-corpos e armaduras. O concreto também deve receber melhorias.

Avaliados em R$ 13 milhões, os trabalhos preventivos começam após incidentes envolvendo esse tipo de estrutura. Em novembro, uma parte da calçada da Ponte dos Remédios desabou sobre o Rio Tietê, na zona norte. Ninguém se feriu. Três meses depois, um pedaço de cimento se desprendeu do Viaduto Brigadeiro Luís Antônio, no centro, atingindo um táxi. As duas ocorrências expuseram a fragilidade da manutenção da Prefeitura.

Agora, serão reformados os Viadutos Dona Paula e Alcântara Machado, na região central, e Raimundo Pereira de Magalhães, em Pirituba, na zona norte. As pontes contempladas no pacote são João Dias, Ary Torres, Cidade Jardim e Jaguaré, sobre o Rio Pinheiros, e Piqueri e Limão, que cortam o Tietê.

Em nota, a Siurb informou que a escolha desses locais "obedeceu ao critério de prioridade estabelecido pelos técnicos". As obras devem exigir bloqueios no trânsito, "que se forem necessários serão realizados preponderantemente à noite".

Mais conteúdo sobre:
Reformas SP pontes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.