No início, Linha 4 vai operar só das 9h às 15h

Primeiro trecho, entre Estações Paulista e Faria Lima, funcionará fora de horários de pico

Renato Machado, O Estado de S.Paulo

20 Abril 2010 | 00h00

Os paulistanos vão ter de esperar um pouco mais para usufruir em período integral da futura Linha 4-Amarela do Metrô. O primeiro trecho a ser inaugurado ? que terá apenas as estações Paulista e Faria Lima ? vai funcionar inicialmente somente das 9h às 15h, ou seja, fora do horário de pico. Apesar de já ter definido o horário de operação, a data de inauguração da linha ainda não foi estabelecida pela Secretaria dos Transportes Metropolitanos.

O horário de operação reduzido é comum durante o início de operação de linhas novas do Metrô. Quando a Linha 5-Lilás foi inaugurada em 2002, por exemplo, funcionou das 10h às 15h e somente em dias úteis, sendo expandido gradativamente (leia mais ao lado). A mesma situação aconteceu no início do funcionamento da Linha 2-Verde, na década de 1990.

No caso da Linha 4-Amarela, ainda não há previsão de como será a expansão do horário de funcionamento. No entanto, o consórcio ViaQuatro, que vai operar a nova linha, afirma que a previsão é que o trecho entre as duas estações funcione em período integral ? das 4h40 à 0h ? até o fim deste ano.

Prazo. Segundo a Secretaria dos Transportes Metropolitanos, o contrato de concessão prevê que a Linha 4 pode funcionar em dias e horários reduzidos por um período de seis meses a partir do início das operações comerciais. Esse tempo é necessários para "permitir ajustes operacionais, treinamento de pessoal e também para habituar o público", afirmou a pasta ontem, por meio de nota.

A secretaria e o consórcio ainda não definiram se haverá cobrança dos passageiros nesse primeiro momento ou se as viagens na linha serão gratuitas.

O consórcio ViaQuatro estima que mil pessoas por sentido de circulação devem utilizar o trecho entre as estações Paulista e Faria Lima nas seis horas de funcionamento. Desse total, 95% dos usuários devem vir ou seguir pelo restante da rede de Metrô, enquanto o restante devem acessar a Linha Amarela através das novas estações.

Trens. Inicialmente, apenas três trens vão operar o trecho entre as estações Paulista e Faria Lima, quantia considera suficiente pelo consórcio ViaQuatro. A previsão é que o intervalo entre eles seja de aproximadamente quatro minutos.

A informação de que no início a Linha 4 vai funcionar em horário reduzido pegou futuros passageiros de surpresa. "Eu achava que (a obra) estava atrasada, mas que seria só inaugurar e já poderia utilizar para trabalhar", disse o técnico administrativo Auro de Moraes, de 42 anos. Morador de São Miguel Paulista, na zona leste da capital, todos os dias ele enfrenta uma maratona de ônibus, metrô e ônibus novamente para chegar à Avenida Brigadeiro Faria Lima, onde trabalha. "Vou ter que esperar, porque venho para cá de manhã, no horário de pico."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.