No elevador do Fórum, muitas voltas ao redor do mundo

No elevador do Fórum, muitas voltas ao redor do mundo

Segunda-feira. O Fórum da Fazenda Pública, no centro de São Paulo, abre as portas e uma das cinco ascensoristas, Marcelina da Silva Soares, de 52 anos, a Marcela, quebra o gelo entre os sérios passageiros. Quem embarca no elevador "pilotado" por ela faz uma viagem pela TamsLine: Transportes Alternativos Marcela Soares.

Luísa Alcalde / JORNAL DA TARDE, O Estadao de S.Paulo

05 Abril 2010 | 00h00

Por considerar a atividade enfadonha, a servidora resolveu batizar cada um dos 18 andares como roteiro paradisíaco. Há mais de uma década é assim. "Cansei daquele papo chato de elevador e resolvi inovar", conta Marcela.

Hoje, entre um andar e outro, ela discorre sobre pontos turísticos. Começou em 1997, imaginando que eram estações de metrô. "Ninguém queria parar na Estação Carandiru." Marcela aprimorou a brincadeira. "No verão, falo de praias. No inverno, as atrações são Gramado, Canela, Bariloche. Na semana do Dia dos Namorados, o roteiro é romântico, como Viena e Paris."

O ambiente, que tinha tudo para ser sisudo, vira festa. "Sei que deve ter gente que me acha maluca, mas a maioria adora", diz a goiana, que veio para São Paulo aos 4 anos.

Marcela aprende sobre destinos em livros e revistas. "As pessoas sugerem roteiros, e estudo folhetos em casa", diz. De turístico, ela só conhece o Rio, porque um passageiro lhe presenteou com uma viagem. "Ele gostou da brincadeira", conta. Viajada, ela é referência. "Hoje, as pessoas entram perguntando: "Para onde vamos viajar?"" Por todo o mundo, do térreo ao 18.º andar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.