Nível do Cantareira fica estável em 12,2%

Segundo dados da Sabesp, na mesma data do ano passado, o nível do volume armazenado no Cantareira era de 63,9%

O Estado de S.Paulo

18 Abril 2014 | 11h47

SÃO PAULO - O nível dos reservatórios do Sistema Cantareira ficou estável, em 12,2%, nessa sexta-feira 18, após cair 0,1% de quarta para quinta-feira, 17. De acordo com o monitoramento diário da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), na mesma data do ano passado, o nível do volume de armazenamento era de 63,9% no sistema.

Segundo dados divulgados pela Sabesp, não houve registros de chuva de ontem para a hoje e a pluviometria acumulada em abril para a região do Cantareira continua em 83,6 mm. A média histórica para o mês é de 89,3 mm.

Multa. Em mais uma tentativa para evitar o rodízio generalizado de água, o governo Geraldo Alckmin (PSDB) pretende iniciar ainda neste semestre a cobrança de multa para quem aumentar o consumo na Grande São Paulo. Segundo balanço divulgado pela Sabesp, 24% dos clientes abastecidos pelo Sistema Cantareira elevaram o gasto em fevereiro (primeiro mês do plano de bônus). É para esse grupo de clientes que a multa deve ser aplicada.

No caso do plano de bônus, a Sabesp dá desconto de 30% na conta de água para quem reduzir o consumo em ao menos 20%. O cálculo é feito com base na média mensal de gasto em metros cúbicos entre fevereiro de 2013 e janeiro de 2014. Por essa lógica, a Sabesp aplicará multa de 30% para quem aumentar o consumo em 20% ou mais em relação à média de 12 meses. Em nota, a Sabesp informou que um estudo vai definir a forma de punir financeiramente quem não economizar água.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.