Reginaldo Pupo/Estadão
Reginaldo Pupo/Estadão

Nem na praia 'selfie' e 'face' dão trégua

Turista leva até tablet com toalha e guarda-sol

Reginaldo Pupo, Especial para O Estado

03 Janeiro 2015 | 18h52

SÃO SEBASTIÃO - Os turistas não abrem mão da tecnologia nem quando estão de férias. Celulares, tablets e até games fazem parte dos apetrechos que eles levam junto com cadeiras, toalhas e guarda-sóis para as praias.

A todo momento tem alguém fazendo selfies com uma espécie de monopé (mas seguro pelas mãos), que possibilita fotos a uma distância de um metro. As minicâmeras que vêm acompanhadas por uma pequena caixa estanque também são a sensação do verão, já que é possível fotografar e filmar dentro d’água.

Em meio a uma praia de águas cristalinas e sob o sol de 37ºC, em Ilhabela, a universitária Camila Gonçalves, de 19 anos, digitava seu smartphone. “Estou colocando o papo em dia com os amigos da faculdade. Muitos não puderam vir à praia, mas a gente continua se falando online”, justificava. Mas e a praia? “Ah, daqui a pouco dou um mergulho.” Ao lado dela, a amiga Patrícia Lapeano, de19, estava ao celular. “É para não perder os acontecimentos com a turma do Facebook.”

A administradora de empresas Leonora Vicentini, de 49 anos, segurava um coco na mão e um tablet na outra. Indiferente ao lugar, passou duas horas conectada. “Não podemos desgrudar dos negócios, mesmo na praia.”

A estudante Raphaela de Oliveira, de 14, e a empresária Simone de Aquino Ferreira, de 33, se divertiam fazendo selfie na Praia de Barequeçaba. “Trouxemos tablet e celular para registrarmos tudo”, disse Simone. “A praia é linda, mas não dá para deixarmos as redes sociais de lado”, justificou Raphaela.

Mais conteúdo sobre:
selfie Verão praia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.