1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Na Cracolândia, Haddad anuncia ampliação de programa Braços Abertos

Bruno Ribeiro - O Estado de S. Paulo

12 Fevereiro 2014 | 20h 09

Prefeito de São Paulo recebe de elogios a pedidos de moradia enquanto caminha pelas ruas da região, no centro da capital

SÃO PAULO - Em visita secreta à Cracolândia na tarde desta quarta-feira, 12, o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), anunciou a ampliação do programa Braços Abertos, que inclui o fornecimento de moradia, alimentação e oferta de trabalho para parte dos dependentes de crack que vivem na região. Segundo Haddad, a sede do programa, que fechava às 17 horas, passará a fechar às 22 horas já nos próximos dias.

"É preciso aumentar a presença do poder público na região porque muitos dependentes se dirigiam à Cracolândia no período da noite, quando os equipamentos públicos já estão fechados", disse o prefeito. Segundo Haddad, na sede do programa será montado um centro de convivência para o período da noite, com área de estar e televisão. A proposta é que guardas civis metropolitanos também permaneçam no local até mais tarde.

O prefeito chegou à região por volta das 18h30 e permaneceu por cerca de uma hora, percorrendo as Ruas Helvétia e Dino Bueno. Durante a caminhada, foi abordado por dezenas de usuários de crack e ouviu de elogios ao programa a pedidos de emprego e moradia.

Haddad avaliou positivamente o programa Braços Abertos, que completa um mês de funcionamento na próxima sexta-feira. "Temos de fazer ajustes conforme as necessidades vão surgindo até para poder ampliar a proposta para outras regiões", disse o prefeito.

Mais cedo, o Secretário Nacional de Políticas Antidrogas do Ministério da Justiça Vitore Maximiano havia afirmado que São Paulo receberá mais 16 centros de atendimento psicossocial (Caps) para dar retaguarda aos atendimentos de saúde que vêm sendo feitos na cidade para dependentes de crack e outras drogas. Atualmente, a cidade tem dez pontos desse tipo.

  • Tags: