Na Bahia, temporais deixam três mortos e quatro feridos

Duas vítimas foram eletrocutadas por fios soltos nas ruas. Em dois dias, choveu 78% do previsto para o mês

Tiago Décimo de Salvador, O Estado de S.Paulo

10 Abril 2010 | 00h00

As fortes chuvas que atingem a Bahia desde a noite de quarta-feira já deixaram três mortos. Em Salvador, um homem, ainda não identificado, morreu ao encostar em um cabo de alta-tensão que estava solto na rua. Na cidade de Prado, no sul da Bahia, uma mulher de 42 anos morreu da mesma maneira. E, em Feira de Santana, um homem de 39 anos morreu ao cair em um córrego.

Em Salvador, na ligação entre as Avenidas Tancredo Neves e Paralela, um barranco caiu sobre um ônibus e quatro pessoas ficaram levemente feridas. Segundo a Defesa Civil da cidade, em dois dias, choveu o equivalente a 256 milímetros, 78% do previsto para o mês (326 mm).

O ministro da Integração Nacional, João Santana, e o prefeito de Salvador, João Henrique Carneiro (PMDB), sobrevoaram a cidade para identificar as áreas mais afetadas.

Santana voltou a negar que a Bahia tenha sido favorecida com mais verbas - nos últimos quatro anos, o Estado recebeu R$ 133 milhões, enquanto o Rio recebeu R$ 2,3 milhões. "Quem apresenta os projetos, o plano de trabalho, o investimento, tudo certo, recebe os investimentos."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.