Mobilidade Sampa (@mobilidadesampa)/Twitter/Reprodução
Mobilidade Sampa (@mobilidadesampa)/Twitter/Reprodução

Mulher morre após ter carro levado por enxurrada em temporal na Grande SP

Corpo de Bombeiros recebeu 34 chamadas na capital, 7 em Guarulhos, 2 em Franco da Rocha, 2 em Carapicuíba, 1 em Barueri e 5 em Francisco Morato

O Estado de S.Paulo

16 Janeiro 2017 | 08h10

SÃO PAULO - Uma mulher morreu afogada na noite deste domingo, 15, após ter o veículo arrastado pela enchente e tragado pelo Córrego Taboão, em Guarulhos, na Grande São Paulo.

O temporal que atingiu a região metropolitana causou ainda um alagamento na Rodovia Presidente Tancredo de Almeida Neves, paralela à Linha 7-Rubi, da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), prejudicando o acesso de moradores ao trem nas primeiras horas da manhã. Por volta das 8 horas, com a saída do sol, os usuários já conseguiam chegar à Estação Caieiras.

A Defesa Municipal de Francisco Morato está no local. Não há registro de pessoas desalojadas, desabrigadas, desaparecidas ou feridas, segundo a Defesa Civil do Estado.

Até as 7 horas, o Corpo de Bombeiros recebeu 34 chamadas da capital, sete em Guarulhos, duas em Franco da Rocha, duas em Carapicuíba, uma em Barueri e cinco em Francisco Morato.

Em janeiro, já choveu mais do que a média esperada na cidade de São Paulo. A média histórica é de 240 milímetros, mas já choveu 250 milímetros. Segundo meteorologistas, o temporal ocorreu devido à combinação de calor e umidade com uma área de baixa pressão vinda do interior paulista.

A condutora trafegava pela Rua do Araújo, na altura do número 166, quando teve o veículo arrastado para o interior do córrego. Após buscas feitas pelos bombeiros, o veículo foi localizado com o corpo da vítima no interior, por volta das 4h30. Na região de Guarulhos, o bairro mais afetado foi o Jardim Santa Emília, próximo ao Córrego Taboão.

Em Francisco Morato, por volta das 22h30, foram registrado pontos de alagamento, deslizamento de solo, além de veículos e pessoas ilhadas. No município, os bairros mais afetados foram centro, Cento e Vinte, Jardim Silvia e Jardim Alegria.

No bairro Capoa, equipes do Corpo de Bombeiros resgataram quatro moradores que ficaram presos no interior da residência, após um deslizamento de terra obstruir as saídas do imóvel. A casa foi interditada, e as pessoas foram para a casa de parentes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.