MARCOS BIZZOTTO/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDO
MARCOS BIZZOTTO/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDO

Mulher faz refém em ponto de ônibus e bloqueia Av. Paulista

Vítima ficou ameaçada por uma faca por 40 minutos, até agressora se render à PM

Bruno Ribeiro e Marco Antônio Carvalho, O Estado de S. Paulo

05 Abril 2018 | 13h11
Atualizado 06 Abril 2018 | 10h17

SÃO PAULO - Uma mulher foi feita refém por uma idosa em um ponto de ônibus na altura do número 900 da Avenida Paulista, em São Paulo, na manhã desta quinta-feira, 5. Com uma faca de cozinha, a agressora ameaçava ferir a vítima no pescoço. Segundo a Polícia Militar, o primeiro pedido de socorro feito ao 190 chegou às 12h16. A mulher se entregou às 12h58. A delegacia chegou a arbitrar fiança de R$ 2 mil, mas o valor não foi pago e a suspeita deverá ser encaminhada para audiência de custódia nesta sexta. 

Os primeiros policiais que chegaram no ponto, na frente do prédio da Petrobrás, segundo a PM, isolaram a área e pediram auxílio ao Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate), e o Resgate do Corpo de Bombeiros. Mas a agressora concordou em se desarmar e entregar a faca antes de os grupamentos especiais chegarem. A Avenida Paulista chegou a ser bloqueada, em todas as faixas, na pista sentido Paraíso, na altura da Alameda Campinas, mas foi liberada no início da tarde.

A polícia ainda não confirmou a identidade das envolvidas nem o que teria provocado a ocorrência. De acordo com a Secretaria da Segurança Pública, o caso foi registrado no 78.º Distrito Policial (Jardins) como sequestro e cárcere privado. A Justiça decidirá nesta sexta se a mulher continuará detida. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.