MTST/Divulgação
MTST/Divulgação

MTST faz ato na zona sul de São Paulo

Segundo a organização, 5 mil participam de protesto em defesa de moradia e contra atrasos em laudos da Cetesb em áreas ocupadas

O Estado de S. Paulo

16 Julho 2015 | 14h49

SÃO PAULO - Manifestantes ligados ao Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) realizam nesta tarde de quinta-feira, 16, passeata na região do Morumbi, zona sul da capital paulista. Cerca de 5 mil manifestantes, segundo a organização, marcham em direção ao Palácio dos Bandeirantes, sede do governo do Estado de São Paulo.

O ato é em defesa de moradia popular e por causa de atrasos em laudos da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) de algumas áreas de ocupação. Às 14h40, o grupo seguia em direção da Ponte do Morumbi. O plano é tentar ser recebido pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB).

Segundo a Polícia Militar (PM), o ato começou por volta das 12h55 próximo à estação Morumbi de trens. Uma das faixas da Marginal do Rio Pinheiros chegou a ser interditada pelos manifestantes, mas já foi liberada. A PM não tem estimativa de quantas pessoas participam do ato.

Mais conteúdo sobre:
Moradia MTST Sem teto Geraldo Alckmin

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.