MPE investiga autorizações para corte de árvores

Inquéritos civis abertos apuram o desmatamento dos terrenos ao redor do Parque Burle Marx

Bruno Ribeiro e Diego Zanchetta, O Estado de S.Paulo

09 Março 2014 | 02h01

Os dois inquéritos civis abertos pelo Ministério Público Estadual (MPE) para apurar o desmatamento dos terrenos ao redor do Parque Burle Marx investigam se as eventuais autorizações "que existem ou venham a existir" no local são legais ou não. É um inquérito para cada terreno.

"Que tem um projeto para construção de várias torres ali, o projeto existe. Agora, se o projeto foi encaminhado para os órgãos públicos competentes e se houve aprovação, nós ainda não temos resposta", diz o promotor do Meio Ambiente José Roberto Rachel de Oliveira.

"É fato que existe ali uma questão ambiental bem séria. Além da vegetação a ser preservada, há a questão das nascentes e dos cursos de água. Eles existem. Partindo da premissa de que as empresas pediram autorização e ela foi emitida, temos de verificar como essa autorização foi emitida e se ela pode ter sido emitida", afirma o promotor. "É nesse passo que estamos", diz Rochel.

O outro inquérito é presidido pelo promotor Luis Roberto Proença.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.