1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Motorista enfrenta 275 km de lentidão nas principais rodovias de SP

José Maria Tomazela, O Estado de São Paulo

01 Março 2014 | 12h 39

Filas se estendem tanto para o litoral quanto em direção ao interior do estado

SOROCABA - Motoristas que deixaram para sair de São Paulo em direção às praias e ao interior na manhã deste sábado, 1º, enfrentaram 275 quilômetros de congestionamento nas principais rodovias paulistas.

A rodovia mais crítica era, às 11h, a Castelo Branco. A via registrava no período 50 quilômetros de lentidão no sentido do interior. Um acidente na altura de Barueri atrapalhou o trânsito no trecho inicial, do km 15, acesso de Osasco, ao km 26. Já o excesso de veículos deixou muito lento o tráfego entre o km 40 e o km 79, no acesso de Sorocaba.

A Rodovia Régis Bittencourt (BR-116) tinha 53,5 km de trânsito lento em direção a Curitiba. No trecho da Serra do Cafezal, entre Juquitiba e Miracatu, a fila de veículos seguia do km 300 ao km 345,5. Não havia acidentes, apenas excesso de veículos. Alguns motoristas tiveram tempo de fazer fotos da fila de carros e postar em redes sociais. A Polícia Rodoviária Federal reforçou o policiamento para prevenir assaltos e saques a cargas nos pontos em que o trânsito estava parado, em Juquitiba.

A Rodovia Presidente Dutra somava 45 km de lentidão no sentido do Rio de Janeiro, sobretudo na passagem por São José dos Campos, com fila de veículos entre o km 146 e o km 116. Outros pontos de lentidão ocorriam próximo de Guarulhos e na altura de Lorena, onde a estrada está em obras.

A Fernão Dias tinha lentidão do km 79 ao 56, em Mairiporã, para quem seguida sentido Belo Horizonte.

Em direção ao interior do estado, o Sistema Anhanguera-Bandeirantes tinha 30 km de congestionamento entre São Paulo e Campinas. Na Bandeirantes, o trânsito seguia com paradas na passagem por Jundiaí.

Quem seguia pela Raposo Tavares encontrava trânsito complicado a partir do km 20, na altura da Granja Viana, e seguia com o pé no freio até Vargem Grande Paulista, no km 44,5. O problema era o excesso de veículos.

Litoral. Na Baixada Santista, os motoristas enfrentavam 16 quilômetros de filas na Padre Manoel da Nóbrega, na altura de Praia Grande. As rodovias Cônego Domênico Rangoni (10 km sentido Guarujá), Imigrantes (10 km sentido litoral, na altura do pedágio), Rio-Santos (10 km próximo de Bertioga) e Carvalho Pinto (3 km no acesso a Campos do Jordão) também tinham pontos de congestionamento.