1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Morte de menino eletrocutado em cerca foi acidental, diz perito

Maíra Teixeira, da Central de Notícias

23 Novembro 2009 | 19h 05

Criança morreu em Piracicaba após tentar pular cerca de casa para pegar manga no vizinho, que foi preso

O inquérito que apura a morte de um menino de 9 anos, eletrocutado neste domingo, 22, após tentar pular a cerca de uma casa para pegar manga no quintal do vizinho, no bairro Parque do Sabiá, em Piracicaba, deve inocentar o dono da casa da culpa na morte. Ele foi detido ontem, em casa, e responderá por furto de energia e homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Um outro menino de 10 anos está internado na Santa Casa de Misericórdia de Piracicaba, mas está fora de perigo.

 

Segundo o delegado da 3º Distrito Policial de Piracicaba, Luiz Pereira, a perícia aponta para um furto de energia, por meio de um cabo de baixa qualidade, sujeito à intempéries de sol e chuva que teria descascado o material ligando a energia ao arame da cerca.

 

"O fio descascado deve ter eletrificado - de maneira não proposital - o arame da cerca", afirmou Pereira. O delegado vai ouvir os pais do garoto que está internado nesta terça-feira, 24. O laudo do perito Marcos César Chaddad diz que a "existência de um condutor elétrico, instalado de forma clandestina, e que a abaixa qualidade do material utilizado veio a provocar a eletrificação da cerca."

 

Quanto ao fio que causou o curto no arame, o perito destaca que "não aparentava vestígios de ter sido colocado dolosamente (intencionalmente), mas ter sido acidental devido ao material e a forma de instalação precária."