1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Moradores entram em confronto com a PM em reintegração na zona leste

O Estado de S. Paulo

20 Fevereiro 2014 | 09h 51

Grupo montou barricadas com fogo para impedir acesso da PM e incendiou apartamento no começo da tarde; conjunto tem 960 unidades, com 3 mil pessoas

Atualizada às 16h11

SÃO PAULO - Um homem foi preso e dois policiais militares se feriram em confronto durante uma reintegração de posse em Itaquera, na zona leste, na manhã desta quinta-feira, 20. A postos no endereço desde as 6h, a PM só consegui entrar no Conjunto Residencial Caraguatatuba às 14h, depois de vencer as barricadas de fogo e pedras lançadas pelos moradores. Eles queimaram colchões em dois apartamentos e furaram uma caixa d'água. Por volta das 15h30, moradores e policiais voltaram a se enfrentar. Moradores atiraram pedras e a polícia revidou com bombas.

A Tropa de Choque continua de prontidão para dar segurança aos oficiais de justiça que fazem inspeção nos apartamentos. Pelo menos doze tinham marcas de incêndio. 22 moradores tiveram de ser atendidos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), sendo que 15 deles foram encaminhados a um hospital da região, com ferimentos decorrentes do confronto.   

Localizado na Rua Domingo Rubino, condomínio tem 960 apartamentos e 3 mil pessoas. O imóvel pertence à Caixa Econômica Federal e foi invadido no dia 25 de julho do ano passado. A decisão judicial pela reintegração é de 15 de agosto de 2013, de acordo com a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo.

Para impedir a passagem da polícia, grupos atearam fogo em pneus e móveis nas ruas de acesso aos prédios. Botijões de gás foram colocados nas fogueiras, mas não há relatos de explosão.

Também foram escritas mensagens na quadra, nos telhados e nas vias próximas. "Temos crianças", dizia uma delas, pintada no chão da quadra poliesportiva. Moradores dizem que uma adolescente de 15 anos com paralisia passou mal e foi levada para um hospital da região.

Cerca de 120 homens, auxiliados pelo helicóptero Águia, participaram da ação, informou a PM, liderados por uma equipe da Força Tática que ia à frente. As negociações começaram na terça-feira, 18, mas não prosperaram, de acordo com a polícia. "Fizemos a negociação em todos os aspectos para uma reintegração pacifica. A última coisa que nós queríamos é que acontecesse isso. Tentei fazer o uso mais contido da energia", disse o major Edilson Batista.

Moradores, no entanto, reclamaram de truculência por parte dos policiais. "Estão tratando a gente como animais. Nós queremos apenas moradia para todas as famílias", disse a vendedora Danúbia Rosa, de 19 anos.

Às 15h, moradores ainda removiam seus pertences dos apartamentos. A polícia fazia uma vistoria para ver se os apartamentos estavam vazios, mas não conseguiu evitar que algumas unidades fossem depredadas na retirada. A Caixa disponibilizou caminhões para ajudar na mudança.

O vigilante Adriano Aparecido de Souza, de 38 anos, estava carregando a mobília do apartamento dele durante a tarde. Ele estava na ocupação há 8 meses e agora vai morar na casa da sogra, até conseguir alugar outro imóvel. "Tem um cadastro na Prefeitura desde 2005. Fui ontem (quarta-feira) na Prefeitura e me falaram que tem que esperar na fila. A gente não aguenta mais esperar, por isso ocupamos", disse.

Fila. Durante a entrega de títulos de regularização do Conjunto Habitacional Garagem, em São Miguel Paulista, também na zona leste da cidade, o prefeito Fernando Haddad comentou a reintegração e classificou a atitude dos moradores como "lamentável". Ele disse que a Companhia Metropolitana de Habitação de São Paulo (Cohab) tem "carta branca" para garantir o respeito à ordem de chegada.

"Houve uma ocupação de pessoas que não eram aquelas que já haviam sido selecionadas de acordo com a fila da Cohab para a ocupação. Não é justo com uma pessoa que esperou de forma ordenada junto à Secretaria Municipal de Habitação para ocupar seu apartamento"

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo