Moradores de rua devolvem R$ 20 mil

Casal achou dinheiro perto de viaduto onde vive

RICARDO VALOTA, GHEISA LESSA, O Estado de S.Paulo

10 Julho 2012 | 03h03

Um casal de moradores de rua encontrou R$ 20 mil na rua e devolveu o dinheiro. O caso aconteceu ontem na zona leste de São Paulo, próximo ao Viaduto Azevedo, na Radial Leste, sob o qual os dois moram.

Rejaniel Jesus dos Santos e sua mulher contaram à polícia que estavam dormindo embaixo do viaduto quando ouviram um barulho por volta das 3h30 da madrugada.

Encontraram um saco plástico e um malote repletos de envelopes de depósitos bancários. Dentro, um total de R$ 20.004,00 em moedas e notas de R$ 100, R$ 50, R$ 20 e R$ 10.

A primeira reação dos dois foi pedir para o segurança de uma loja próxima ligar para o 190 e chamar a polícia. Ao revirarem o saco e o malote, os policiais militares do 8.º Batalhão descobriram que o dinheiro era fruto de roubo a um restaurante japonês na zona leste, ocorrido na tarde de domingo. "No malote havia também notas fiscais do restaurante", afirmou o tenente Bruno dos Santos, da Polícia Militar.

Recompensa. Segundo o portal de notícias G1, Miguel Kikuchi, de 42 anos, dono do restaurante, ficou tão grato pela devolução do dinheiro que fez duas propostas ao casal: bancar a viagem deles ao Maranhão ou ao Paraná, onde têm família, ou emprego para o casal no restaurante. Eles optaram pelo emprego e vão fazer cursos de capacitação.

Quando as primeiras notícias da devolução do dinheiro começaram a aparecer, os moradores de rua foram ameaçados de morte por um jovem de 21 anos, desempregado, identificado pela polícia pelas iniciais M.A.J.H.

O rapaz foi levado para a delegacia para prestar depoimento como um dos principais suspeitos do roubo ao restaurante. Ele negou participação no crime e foi liberado em seguida. Por causa das ameaças, o Estado optou por não publicar a foto do casal de moradores de rua.

Tatuí. No mês passado, em Tatuí (SP), um ladrão invadiu uma casa. Ele levou R$ 400 e se arrependeu. Além de devolver o dinheiro, o ladrão deixou uma carta com um pedido de desculpas e uma dica: "Coloque cadeado na janela".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.