Epitacio Pessoa/AE
Epitacio Pessoa/AE

Missa faz homenagem a funcionário do Colégio Sion morto em assalto

Alunos, pais e funcionários prometem mobilização para "Caminhada pela Paz", neste domingo, dia 9

O Estado de S. Paulo

08 Junho 2013 | 14h53

Alunos, pais e funcionários do Colégio Nossa Senhora do Sion se reuniram na manhã deste sábado, dia 8, para uma missa em memória de Eduardo Paiva, empregado da escola que foi morto durante um assalto na Avenida Higienópolis na última segunda-feira (3). Após a cerimônia religiosa, na capela do colégio, foram feitas outras homenagens ao funcionário, que trabalhou por oito anos na instituição.

Neste domingo, dia 9, a escola promete se mobilizar novamente para participar da “Caminhada pela Paz”, organizada pelos familiares e amigos do dentista Alexandre Peçanha Gaddy, que morreu por consequências de queimaduras feitas por assaltantes em outra tentativa de roubo, em São José dos Campos.

A manifestação está marcada para as 9h30 na Praça Comendador Manuel Mendes Pimenta, próxima ao colégio. Nas redes sociais, o Movimento contra a violência convida as pessoas a participarem da passeata.

Mais conteúdo sobre:
Homenagem Colégio Sion

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.