Metalúrgicos continuam protesto em frente à Fiesp nesta quarta

Dessa vez, manifestantes vão cozinhar sardinha no local; ato pretende pressionar a Fiesp a negociar a pauta encaminhada pelo movimento

Solange Spigliatti, do estadão.com.br

14 Abril 2010 | 08h51

Manifestantes em passeata na Avenida Paulista nesta terça-feira, 13

 

Os metalúrgicos vão cozinhar sardinhas por volta das 12 horas desta quarta-feira, 14, em frente à sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), na Avenida Paulista, para chamar a atenção da população para a luta dos trabalhadores pela redução da jornada de trabalho no País. Por volta das 7 horas na manhã desta quarta-feira, 14, os manifestantes já haviam saído das barracas que estão em frente ao prédio.

 

O ato será promovido pelo Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi e pretende pressionar a Fiesp a negociar a pauta encaminhada pelo movimento sindical no dia 12 de março. Ontem, cerca de 1.500 trabalhadores e dirigentes sindicais de várias categorias realizaram passeatas e uma manifestação em frente à Fiesp, reivindicando a abertura de negociação sobre a redução da jornada de trabalho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.