1. Usuário
Assine o Estadão
assine


'Marronzinhos' da CET prometem parar por 24 horas

Laura Maia de Castro - O Estado de S. Paulo

03 Junho 2014 | 10h 27

Caso não haja acordo até as 22h desta quarta-feira, 4, o sindicato que representa a categoria fará greve por tempo indeterminado

 SÃO PAULO - Os agentes de trânsito da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) prometem parar suas atividades por 24 horas na noite desta terça-feira, 22. Segundo o Sindicato dos Trabalhadores no Sistema Viário e Urbano do Estado de São Paulo (Sindviários), a paralisação da categoria começa às 22h desta terça-feira. A principal reivindicação dos operadores de trânsito é o reajuste salarial de 12%.

"Nós não tivemos nenhuma outra proposta. A empresa insiste em 5,4%, mas a nossa pauta é de 12%, o que na verdade corresponde a 5,5% de aumento real, se levarmos em consideração a inflação medida pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos)", disse Reno Ale, presidente do Sindviários.

Ainda segundo Ale, caso não haja acordo até as 22h de quarta-feira, 4, a categoria começará uma greve por tempo indeterminado. Em uma assembleia marcada nesta quarta-feira na Câmara Municipal de São Paulo às 18h, os agentes devem decidir se a greve terá início imediato ou começará na próxima segunda-feira, 9.

Entre as vias da cidade que devem ter o trânsito prejudicado pela falta de supervisão dos agentes, o presidente do sindicato destacou a Marginal do Tietê, a Marginal do Pinheiros, a Radial Leste e as Avenidas do Estado e dos Bandeirantes, além do Elevado Presidente Arthur da Costa e Silva, conhecido como Minhocão.

"O operador de trânsito possibilita que as pessoas possam circular nos seus veículos com a maior segurança possível e que o transporte público flua. Esse profissional ajuda a evitar acidentes e preservas milhares de vida em um ano em São Paulo, tem de ser valorizado", afirmou Reno Ale.