Reprodução / Google Street View
Reprodução / Google Street View

Marido mata mulher com 13 facadas e tenta se matar em Lins

Vítima foi perseguida dentro de casa e morta em frente ao portão; mesmo com corte no pescoço, homem sobreviveu e foi preso

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

07 Janeiro 2018 | 18h16

SOROCABA – Um homem de 51 anos matou a esposa a facadas, na madrugada deste domingo (7), na casa em que viviam, em Lins, interior de São Paulo. A vítima, Joice Cristina Ponce dos Santos, de 44 anos, foi perseguida do interior da residência até o portão pelo marido, Odimar Gregório dos Santos, enquanto ele a golpeava. No total, foram 13 facadas na região do tórax, nas costas e no abdômen, segundo o registro da Polícia Civil. A mulher caiu junto ao portão de entrada do imóvel, localizado no Jardim Junqueira. Vizinhos relataram terem ouvido gritos e pedidos de socorro.

Depois de praticar o crime, Odimar se trancou no banheiro e tentou se matar, usando a mesma faca para cortar o pescoço. Os policiais militares que foram ao local, chamados pelos vizinhos, tiveram de arrombar o portão para entrar no imóvel. A mulher e o marido foram levados à Santa Casa da cidade, mas ela já chegou morta. O corpo de Joice foi submetido à perícia no Instituto Médico Legal (IML) de Lins.

O autor do homicídio levou pontos no corte que produziu no próprio pescoço e, depois de ser medicado, recebeu alta. Ele foi preso em flagrante e indiciado por homicídio doloso, crime que ainda pode ser revisto para feminicídio – homicídio praticado em razão da condição de mulher.

O casal teve três filhos, todos maiores de idade. À Polícia Civil, Odimar disse que falaria sobre o crime apenas em juízo. Ele será apresentado para audiência de custódia nesta segunda-feira (8), mas ainda não tinha constituído advogado. O corpo de Joice estava sendo velado no Velório Municipal, com sepultamento marcado para as 17 horas deste domingo, no Cemitério São João Batista, em Lins.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.