Manutenção deixa quase 300 mil sem água entre 3ª e 5ª em SP

Cerca de 200 mil moradores de São Mateus e outros 87 mil de Jabaquara serão afetados pelo desabastecimento

Solange Spigliatti e Fabiana Marchezi, Central de Notícias

10 Novembro 2009 | 11h24

Quase 300 mil moradores das zonas sul e leste de São Paulo ficarão sem água entre terça e quarta-feira, 11, para que a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) possa realizar obras de manutenção em um reservatório e uma estação de distribuição.

 

Em Jabaquara, cerca de 87 mil pessoas ficam sem abastecimento a partir das 22h, quando operários da Sabesp começam os trabalhos na Estação Elevatória da região. A interrupção deve se prolongar até as 9h de quinta-feira, 12, segundo a empresa.

 

Os bairros atingidos são Jabaquara, Vila Monte Alegre, Mirandópolis, Bosque da Saúde, Chácara Inglesa, Planalto Paulista, Vila Araci, Vila Guarani, Parque Imperial, Vila Saúde, Vila São João, Parque Jabaquara, Jardim Aeroporto, Nova Piraju, Vila Noca, Jardim Ceci, Vila Parque Jabaquara, Parque Conceição, Cidade Vargas, Vila do Encontro, Vila Guarani, Cidade Leonor e Jardim Lourdes.

 

Já em São Mateus, quase 200 mil moradores serão afetados pela falta de água por causa da manutenção no reservatório Jardim da Conquista. A interrupção do fornecimento vai das 8h até a meia-noite na quarta.

 

Ficarão desabastecidos Rodolfo Pirani, Parque São Rafael, Laranjeiras, Jardim Maria Lídia, Promorar Rio Claro, Jardim São João, Jardim da Conquista, Carrãozinho, Parque Boa Esperança, Jardim Roseli, Jardim Iguatemi, Jardim Bandeirantes, Jardim das Rosas, Jardim Marilú, Vila Bela, Cidade Satélite, Santa Bárbara, Jardim Vila Carrão, Jardim São Gonçalo, Jardim Augusto, Jardim Helena, Sítio dos França e Jardim São Francisco, Jardim Elizabeth, Alto Alegre, Jardim Nova Vitória, Vila Bela, Jardim Santo André, Parque das Flores, São Francisco Jardim Nova Conquista.

 

A Sabesp recomenda que os moradores utilizem a água com moderação. Os casos de emergência serão atendidos pela Central de Atendimento 195, que funciona 24 horas. A ligação é gratuita.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.