Manifestantes bloqueiam acesso ao Porto de Santos e ao Polo Industrial

Grupo reivindica a redução das tarifas de ônibus, de R$ 3,10 para R$ 2,50, em Cubatão

Zuleide de Barros, O Estado de S. Paulo

24 Junho 2013 | 11h56

SANTOS - Cerca de 200 manifestantes bloquearam a Rodovia Cônego Domênico Rangoni (SP-245/55) na manhã desta segunda-feira, 24, impedindo o acesso ao Porto de Santos e ao Polo Industrial de Cubatão. A manifestação, que começou por volta das 7 horas, está transcorrendo de maneira pacífica. Eles reivindicam a presença da prefeita de Cubatão, Márcia Rosa (PT), e querem que ela autorize a redução das tarifas de ônibus, de R$ 3,10 para R$ 2,50. Em uma rede social, os manifestantes informaram que o protesto foi idealizado para "dar maior visibilidade ao movimento, produzindo um gargalo no acesso ao mais importante complexo portuário das Américas e a um importante Polo Industrial".

A Polícia Rodoviária Estadual acompanha o protesto de perto e estima em 3 quilômetros o tamanho do congestionamento em direção ao Polo Industrial. De acordo com a Ecovias, estão sendo registrados focos de congestionamento na Via Anchieta, no sentido Baixada-capital, na altura dos Km 55 e 60. Já no sentido litoral, o fluxo está lento entre os Km 44 e 55. Segundo observou a concessionária do Sistema Anchieta/Imigrantes, a lentidão no sentido do planalto, na altura dos Km 16 e 10 está ocorrendo em razão do excesso de veículos. Na Rodovia Padre Manoel da Nóbrega foi observado congestionamento entre os Km 272 e 270.

Mais conteúdo sobre:
protestos Cubatão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.