1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Mais três carros são queimados em protesto no Butantã

O Estado de S. Paulo

10 Fevereiro 2014 | 10h 25

Depredação é represália pela morte de uma adoldescente de 17 anos, atingida por uma bala perdida na madrugada de domingo

Atualizado às 10h55

SÃO PAULO - Mais três carros foram incendiados no Butantã por volta das 21h50 desse domingo, 9, em protesto contra a morte da adolescente Larissa Leite da Silva, de 17 anos, atingida por uma bala perdida após uma troca de tiros entre um policial civil e criminosos. O tiroteio, na madrugada de domingo, começou por causa de um assalto na Avenida Nossa Senhora da Assunção, perto da esquina da Rua Ernesto Barella.

Um dos carros queimados durante a noite estava na Avenida Nossa Senhora da Assunção, 720. Os demais estavam na esquina da via com a Avenida Otacílio Tomanik.

Mais cedo, horas depois da morte da jovem, um ônibus, da Viação Transpass, foi incendiado na Rua Miguel Damiani, perto do local do tiroteio. A ação foi praticada por um grupo de dez pessoas, que obrigou motorista, cobrador e passageiros a descer.

Segundo a SPTans, 38 ônibus foram queimados em protestos neste ano, cinco deles em fevereiro.