Mais duas pessoas morrem afogadas no interior de São Paulo

Casos aconteceram em Votorantim e Laranjal Paulista; somente neste ano, houve nove mortes do tipo na região de Sorocaba

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

19 Janeiro 2015 | 11h49

SOROCABA - Mais duas pessoas morreram afogadas no último fim de semana na região de Sorocaba, no interior de São Paulo, o que elevou para nove o número de mortes por afogamento somente neste ano. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o calor intenso tem levado muita gente a recorrer a rios e lagos para se banhar, sem observar as condições mínimas de segurança.

Na noite deste domingo, 18, um rapaz de 19 anos se afogou em uma cachoeira do Bairro da Chave, em Votorantim. No final da tarde, um jovem da mesma idade morreu afogado na Pedreira do Toque, em Laranjal Paulista. Na sexta-feira, 16, os bombeiros já haviam retirado de um açude, em Tatuí, o corpo de um adolescente de 16 anos.

Rios, lagos e cachoeiras da região ficaram lotados por causa do forte calor. Em Sorocaba, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) registrou 36,7ºC no domingo, às 16 horas, a mais alta temperatura do verão.

A cachoeira do Bairro da Chave, em Votorantim, chega a receber mil pessoas nos fins de semana e não há salva-vidas. No dia 10, um homem já havia se afogado nesse local.

Em outro local disputado, a Represa do Iporanga, em Sorocaba, dois jovens, de 19 e 22 anos, morreram afogados no dia 11. Outras três mortes ocorreram em lagos e cachoeiras de Itapetininga, Itaberá e Itapeva.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.