Mais de R$ 3 milhões são roubados de transportadora

Os quatro seguranças, que estavam desarmados, acabaram trancados em um carro-forte

Bruno Lupion e JB Neto, do estadão.com.br,

01 Abril 2010 | 06h38

Três homens fortemente armados invadiram a sede da transportadora de valores Protege na Água Branca, zona oeste da capital, e roubaram de 3 a 4 milhões de reais na noite desta quarta-feira, 31.

 

Os ladrões renderam quatro seguranças que estavam desarmados, os colocaram dentro de um carro-forte da empresa Brinks que estava no local e levaram o veículo para fora da base, segundo o relato dos funcionários. Na altura do número 640 da Rua Luiz Gatti, em frente à Protege, os malotes teriam sido retirados do carro forte e distribuídos em veículos que aguardavam na rua. Ninguém foi preso.

 

Segundo o delegado Mauro Fachini, da Delegacia de Repressão a Roubo a Bancos do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic), a ação foi "ousada" e "todas as possibilidades serão investigadas". Câmeras do circuito interno de segurança da Protege teriam registrado a ação.

 

Os seguranças disseram que os criminosos estavam com o rosto descoberto e usavam bonés. Eles prestaram depoimento no 7º DP, na Lapa, durante a madrugada desta quinta-feira, 1º.

Mais conteúdo sobre:
Protege transportadora

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.