Mais caminhões vão circular aos sábados na cidade

Cargas especiais, como de alimentos e material de construção, não terão mais restrição das 10h às 14h, como há para outros veículos

BRUNO RIBEIRO, O Estado de S.Paulo

25 Julho 2012 | 03h03

A Prefeitura de São Paulo aliviou as regras da proibição ao tráfego de caminhões nas Marginais do Tietê, do Pinheiros, na Radial Leste, na Avenida dos Bandeirantes e em outras 23 vias do chamado "minianel viário" da cidade. Parte dos caminhões poderá, agora, rodar aos sábados durante todo o dia. A nova regra já vale neste fim de semana.

Só alguns tipos de cargas serão beneficiadas com a mudança e, mesmo assim, se o caminhão tiver feito um cadastro prévio na Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). Esses veículos pesados já podiam circular das 5 às 9 horas nos dias úteis. Agora, poderão circular também aos sábados.

Entre as cargas beneficiadas estão os caminhões de feiras livres, de mudança, de coleta de lixo e de coleta seletiva, de transporte de alimentos perecíveis, de transporte de valores e de obras e serviços de infraestrutura urbana, de entulho e transporte de caçambas e de concretagem e concretagem-bomba. Também foram incluídos os caminhões de transporte de máquinas, equipamentos e materiais básicos para a construção civil.

Os demais veículos pesados ficam proibidos de rodar no minianel viário aos sábados das 10 às 14 horas. Não houve mudanças nos dias úteis.

Nova flexibilização. É a segunda vez que a gestão Gilberto Kassab (PSD) flexibiliza as restrições ao tráfego de caminhões desde que as proibições na Marginal do Tietê entraram em vigor, em março, e provocaram uma greve dos caminhoneiros que transportam combustível.

A Prefeitura já havia permitido, em maio, que os Veículos Urbanos de Carga (VUCs), que são caminhões menores, circulem pela cidade em todos os horários, respeitando o rodízio de veículos, determinado pelo final da placa do veículo.

O Estado solicitou entrevista à CET para saber os motivos da flexibilização e se a medida poderá trazer mais congestionamentos às vias da cidade aos sábados. Mas a CET não indicou nenhum representante para responder às perguntas da reportagem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.