Maior museu naïf paulista está ameaçado

O Museu do Sol, primeiro da América do Sul voltado para a arte primitiva moderna, conhecida como naïf, completa 40 anos e foi fechado em 2010. As 360 peças estão sem manutenção. A prefeitura tenta acordo com a Fundação das Artes para assumir o museu. Ele era mantido com recursos da Usina Campestre, que deixou de financiá-lo após crise.

O Estado de S.Paulo

04 Julho 2012 | 03h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.