Lojas de postos têm o maior nº de irregularidades da lei antiálcool em SP

Região com maior número de infrações na primeira quinzena foi Santo Amaro, na zona sul

Adriana Ferraz, O Estado de S.Paulo

07 Dezembro 2011 | 23h39

SÃO PAULO - De acordo com a diretora da Vigilância Sanitária Estadual, Maria Cristina Megid, as lojas de conveniência de postos de gasolina são as que reúnem o maior número de irregularidades: latas de cerveja misturadas a outros produtos na mesma geladeira, ausência de placas com informações sobre a lei e jovens bebendo ao lado dos carros.

Nesses primeiros 15 dias, postos de algumas das vias mais movimentadas da capital tiveram lojas multadas. É o caso da Avenida Professor Abraão de Morais, na Saúde, zona sul, e da Rua da Consolação, no centro.

Para o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado de São Paulo (Sincopetro), José Gouveia, a fiscalização nos postos é mais difícil. "Você não tem porta, como nas baladas. Não dá impedir a entrada de menores."

Multas por região

Santo Amaro (zona sul) - 15

Itaim-Bibi (zona sul) - 13

Vila Mariana e Moema (zona sul) - 11

Vila Buarque e Sumaré (centro) - 8

Lapa e Perdizes (zona oeste) - 6

Sé e República (centro) - 5

Consolação (centro) - 5

Penha (zona leste) - 5

Carrão e Aricanduva (zona leste) - 4

Campo Limpo (zona sul) - 4

Mandaqui (zona norte) - 3

Ipiranga (zona sul) - 3

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.