Litoral de São Paulo deve ter reforço no policiamento

Após flagrante de tentativa de roubo na Imigrantes, secretário afirmou que estradas vão ganhar mais policiais com motos

Rafael Italiani, O Estado de S. Paulo

05 Janeiro 2015 | 20h55

SÃO PAULO - Para aumentar a sensação de segurança nas estradas do litoral e combater arrastões nos congestionamentos, o secretário de Estado da Segurança Pública, Alexandre de Moraes, prometeu aumentar o efetivo de policiais com motocicletas nas praias paulistas. Mas ele não disse quando nem quantos homens vão participar do reforço - a Baixada Santista tem 300 policiais a mais nesta temporada.

A afirmação foi feita nesta segunda-feira, 5, um dia depois de a TV Tribuna, filiada da Rede Globo na Baixada Santista, flagrar dois homens tentando roubar um casal de Rio Claro, que estava dentro do carro, na Rodovia dos Imigrantes, em São Vicente. O casal chegou a ser agredido.

“Haverá um aumento nesse policiamento com a utilização de motocicletas para que não haja esse tipo de problema”, disse Moraes, durante a coletiva em que apresentou os novos chefes das polícias Civil e Militar do Estado de São Paulo. 

“É absolutamente inadmissível que as pessoas, os paulistas vão descansar e tirar férias e sejam surpreendidos por esse tipo de ataque”, afirmou. A polícia quer aumentar a presença de homens da Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas (Rocam) no litoral. 

Nesta segunda, a Polícia Civil de São Vicente pediu a prisão temporária de um dos assaltantes, identificado como Jorge Henrique Dias, de 33 anos. No entanto, até o fim da tarde, ele não havia sido preso. 

Segundo Ruy de Matos, delegado titular do 2.º Distrito Policial do município, delegacia responsável por investigar o caso, o assaltante já tem passagens por roubo, furto e adulteração de placas de automóveis. 

Ainda segundo ele, Dias, que está sendo procurado e é considerado foragido, portava uma arma de brinquedo. Apesar de não ter a identificação do comparsa dele, os investigadores já suspeitam de quem possa ser. 

“Já são pessoas conhecidas. A impressão que dá pelas imagens é que eles estão sob efeito de álcool”, explicou o delegado. A dupla também está sendo investigada por outros crimes semelhantes que aconteceram na mesma região da Rodovia dos Imigrantes, desde o dia 31.

Ainda de acordo com Matos, entre o último dia do ano e domingo, a delegacia registrou três casos de assalto na estrada, também em congestionamentos. “Os outros casos foram mais rápidos, sem toda a violência que demonstraram no flagrante. Levaram bolsas e celulares”, disse. 

No mesmo dia em que a dupla foi flagrada, uma equipe do Estado foi assaltada na Rodovia Padre Manoel da Nóbrega, no Jardim Humaitá, também em São Vicente. Três ladrões roubaram o carro - que foi recuperado - e os equipamentos do fotógrafo Rafael Arbex.

O delegado afirmou que a presença de motos da Rocam ajuda a combater esse tipo de crime. Segundo ele, no entanto, as motos devem trafegar pelos acostamentos da estrada, na contramão, justamente para “darem de encontro” com os ladrões. Ainda não há data para que o efetivo de policiais em motocicletas seja aumentado nas rodovias do litoral.

Estatística. Segundo os dados da criminalidade da secretaria, na Deinter-6, região composta por 24 cidades - entre elas as da Baixada Santista -, o mês de janeiro de 2014, durante a alta temporada, fechou com aumento de casos de roubo. O crescimento foi de 54,8% em relação ao mesmo mês de 2013. Os roubos de veículo tiveram aumento de 52,2%. Os dados de janeiro de 2015 serão divulgados no próximo mês. / COLABOROU JULIANA RAVELLI

Mais conteúdo sobre:
São Paulo segurança

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.