Liquidação da Casa Cor tem 1,4 mil itens

Começou ontem a grande venda da Casa Cor, o maior evento de decoração do País. No Jockey Club (Av. Lineu de Paula Machado, 1.173), na zona sul, a liquidação termina no domingo. O tradicional saldão tem 1,4 mil peças para residências, jardins e hotéis. Os descontos chegam a 70%.

O Estado de S.Paulo

20 Julho 2012 | 03h06

Há objetos para todos os bolsos. Os itens mais em conta são as almofadas e os jogos americanos, ambos a partir de R$ 10. Mas essa também pode ser uma boa oportunidade para adquirir algo de marca. No espaço do arquiteto Ricardo Rossi há, por exemplo, um sofá Loeri à venda por R$ 5.079,20 - metade do preço.

São mais de 90 ambientes, todos planejados por profissionais conhecidos - neste ano, há um espaço que homenageia o universo fashion. Nesses pontos, o público encontra peças inusitadas, como a escultura de Gisele Bündchen, feita por Bia Doria. O preço inicial da obra era de R$ 54 mil. Agora, custa R$ 37,8 mil.

Fashion. O organizador da São Paulo Fashion Week, Paulo Borges, e a empresária Costanza Pascolato também inspiraram espaços exclusivos. A arquiteta Glaucya Taraskevicius fez uma suíte para Borges com uma grande banheira integrada ao quarto. Já Flávia Gerab planejou uma sala íntima de 35 m² para a empresária Costanza Pascolato. Ela misturou épocas e estilos - como peças de design italiano e espelhos em estilo francês do século 16 - para retratar um pouco da vida de um dos principais nomes da moda no Brasil.

Mas são os objetos do quarto de Michel Teló que prometem ser os mais disputados. No quarto do cantor, os móveis são retos e modernos e as cores, sóbrias, como cinza, preto e branco. O único problema é que algumas peças já foram reservadas durante o evento. / V.F.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.