Sérgio Castro/Estadão
Sérgio Castro/Estadão

Linha 5-Lilás do Metrô circula com atrasos após paralisação de duas horas

Trens começaram a operar com velocidade reduzida por volta das 6h40; 30 ônibus do sistema Paese foram acionados

Bibiana Borba, O Estado de S.Paulo

14 Setembro 2017 | 05h33
Atualizado 14 Setembro 2017 | 08h01

SÃO PAULO - A Linha 5-Lilás do Metrô de São Paulo tem estações lotadas e atrasos acima do normal na manhã desta quinta-feira, 14, após um problema técnico atrasar em duas horas o início das operações. Todo o trajeto da linha, entre as Estações Capão Redondo e Adolfo Pinheiro, na zona sul da capital paulista, ficou paralisado das 4h40 até em torno das 6h40.

A retomada começou com velocidade reduzida e, às 7 horas, os trens já circulavam com intervalos normais. A falha ocorreu no sistema de controle dos trens, segundo o Metrô. Trinta ônibus chegaram a ser acionados para substituir o trajeto através do sistema de Plano de Atendimento entre Empresas de Transporte em Situação de Emergência (Paese).

Cerca de 260 mil passageiros circulam por dia na Linha 5-Lilás. As três estações recém-inauguradas, entre Alto da Boa Vista e Brooklin, estão operando em fase de testes das 10 às 15 horas.

Não há registro de outros problemas nas demais linhas do Metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) na manhã desta quinta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.