Limpeza de pichação no Cristo Redentor vai levar mais três dias, afirma Iphan

Avaliações feitas por restauradores e pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) ampliaram a polêmica sobre o estado do Cristo Redentor, pichado na quinta-feira passada. A arquiteta responsável pelas obras de recuperação, Márcia Braga, afirmou que a limpeza foi concluída no sábado, mas o superintendente regional do Iphan, Carlos Fernando Andrade, disse ontem que ainda será necessária outra limpeza. "O monumento não está totalmente limpo", afirmou. "Acreditamos que, pelo ritmo do trabalho, em dois ou três dias a estátua esteja livre das pichações." Márcia disse que as pichações foram cobertas por cimento como medida de emergência e que a limpeza foi feita.

, O Estado de S.Paulo

20 Abril 2010 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.