1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Jovem de 14 anos morre após ser atropelada por carro em fuga em SP

- Atualizado: 06 Março 2016 | 16h 06

A adolescente e um irmão de 11 anos foram atingidos no Capão Redondo por um criminoso que tentava fugir em alta velocidade

SÃO PAULO - Uma adolescente de 14 anos morreu após ser atropelada por um veículo em fuga no Capão Redondo, zona sul da capital paulista, na tarde deste sábado, 5. O carro era conduzido por um assaltante, que está foragido. O irmão da garota, um jovem de 11 anos, também foi atingido e fraturou o pé.

As vítimas foram atropeladas por volta das 14h, na Rua Otusco, esquina com a Gastão Raul Fourton Bousquet. O criminoso tentava fugir em alta velocidade com um carro roubado, um Honda CRV, de cor prata, mas subiu na calçada, atingiu os dois irmãos e fugiu. O veículo seria abandonado na Rua Outiz, a pouco mais de um quilômetro do local do crime.

O Corpo de Bombeiros e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionados para socorrer as vítimas. Os jovens foram encaminhados ao Hospital M'Boi Mirim, também na zona sul, mas a menina não resistiu aos ferimentos.

A ocorrência teve início na Rua Nossa Senhora do Bom Conselho, na região do Campo Limpo, a cerca de cinco quilômetros do local do atropelamento. Aos policiais, o motorista do Honda CRV afirmou estar parado em um semáforo no momento em que foi surpreendido por um criminoso a pé.

O assaltante teria sacado uma arma da mochila e exigido que a vítima descesse do carro. Ele também roubou dois celulares, uma carteira de habilitação e R$ 250 do motorista, segundo informações da Polícia Civil. Após localizar o veículo na Rua Outiz, o carro foi conduzido para perícia e liberado para o proprietário, informa a Secretaria da Segurança Pública (SSP).

A Polícia Civil e Polícia Militar rastrearam um dos celulares roubados e o localizaram na Rua Professor Orestes Rosolia, na região do Capão Redondo. Segundo a SSP, o aparelho estava com Talita Cumi, de 19 anos. Ela teria confessado que o próprio namorado Lucas do Prado, de 20 anos, comprou o celular por R$ 200 de um conhecido. Prado teria confirmado a versão.

A polícia também encontrou outros três celulares com o casal e prendeu os dois suspeitos por receptação. Os aparelhos foram apreendidos e encaminhados para o Instituto de Criminalística (IC). O assaltante, no entanto, continua foragido. O caso segue em investigação e foi registrado no 89º Distrito Policial (Portal do Morumbi), como homicídio qualificado, roubo, atropelamento e apreensão e entrega de veículo.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em São PauloX