1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Joaquim Barbosa visita Centro de Detenção Provisória em Guarulhos

- Atualizado: 18 Março 2014 | 12h 08

No segundo dia dia viagens por presídios brasileiros, presidente do Supremo esteve em presídio da Grande São Paulo

SÃO PAULO - O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, visitou na manhã desta terça-feira, 18, o Centro de Detenção Provisória 1 de Guarulhos, na Grande São Paulo. O ministro, que está fazendo viagens para verificar a situação das penitenciárias brasileiras, estava acompanhado do Secretário da Administração Penitenciária de São Paulo, Lourival Gomes. Barbosa deixou o CDP no final da manhã e pegou um voo no Aeroporto Internacional de Guarulhos de volta a Brasília. A assessoria de Barbosa não quis se manifestar sobre o encontro.

Nesta segunda-feira, 17, o ministro visitou o Presídio Central de Porto Alegre. Após a visita ao complexo prisional, o presidente do STF também teceu duras críticas às condições da casa de detenção. "O Presídio Central é mais uma prova de falta de civilidade nacional", afirmou.

Para Barbosa, o apenado encarcerado no Central não detêm as condições mínimas para ser reintegrado, novamente, à sociedade. "Com certeza o preso não sai recuperado daqui. Evidentemente que não. Ele muito provavelmente, em alguns casos, vai sair daqui muito pior do que entrou", exclamou. No entanto, o magistrado não vê a crise no maior presídio do Rio Grande do Sul como um fato isolado.

Candidatura. Ao ser questionado, nesta segunda-feira, se alguma candidatura está em jogo para as próximas eleições, o magistrado foi enfático. "Não está nada em jogo, não há nada em jogo. Estou aqui apenas cumprindo o meu papel de presidente do Conselho Nacional de Justiça", disse.

Barbosa frisou que a condição de presidente do STF também lhe dá condições para traçar alternativas, sem estar presente a política. "O fato de ser juiz não impede de saber planejar. Aliás eu planejo os mínimos passos da minha vida, só que eu guardo isso para mim mesmo", salientou.

Mais em São PauloX