Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

São Paulo

São Paulo » Internautas organizam vaquinha para dono de Fusca incendiado

São Paulo

PAULO SALDAÑA/ ESTADÃO

Internautas organizam vaquinha para dono de Fusca incendiado

Carro foi incendiado durante protesto no sábado, dia 25, no centro de São Paulo

0

Paulo Saldaña ,
O Estado de S. Paulo

26 Janeiro 2014 | 21h51

Internautas estão organizando um grupo para arrecadar doações ao dono de carro incendiado durante protesto contra a Copa do Mundo no sábado, dia 25, na região central de São Paulo. Até as 21h43 o grupo criado no Facebook já contava com 702 participantes.

A ideia é criar uma conta em um site de arrecadação colaborativa para que as pessoas doem o quanto puderem. O objetivo é que o serralheiro Itamar Santos, de 55 anos, dono do Fusca incendiado, possa comprar outro carro. Como mostrou reportagem do estadão.com, Itamar usava o veículo no seu trabalho.

Um dos organizadores, o estudante Felippe Alencar, de 24 anos, diz que percebeu que havia outras pessoas sensibilizadas com o caso. "Desde então tento aglutinar as pessoas interessadas", disse ele, que não estava no local no momento que o carro pegou fogo.

O grupo já entrou em contato com o serralheiro. Inicialmente contrário à ideia, porque acha que seria melhor trabalhar para conseguir outro. Mas ainda não deu a resposta definitiva.

Manifestantes que estavam no local defendem que o carrro pegou fogo por acidente, no momento em que Itamar passou por uma barricada. No facebook, a página Black Bloc SP também ressaltou que não houve intenção de incendiar o Fusca de um trabalhador. "O colchão ficou preso ao assoalho do carro. Algumas manifestantes tentaram retirar, porém por se tratar de um carro baixo não conseguiram", cita texto publicado pelo perfil.

 

Mais conteúdo sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.