Interior de SP entra em estado de alerta por baixa umidade do ar

Índice atingiu 14% em Campinas e São José do Rio Preto, e 17% em São José dos Campos e Ribeirão Preto

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

13 Setembro 2016 | 19h24

SOROCABA - O tempo seco e o vento deixaram várias regiões do interior de São Paulo em estado de alerta, nesta terça-feira, 13, por causa da baixa umidade relativa do ar. O índice atingiu 14% em Campinas e São José do Rio Preto, e 17% em São José dos Campos e Ribeirão Preto, no início da tarde, segundo o Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Ceptec-Inpe). 

O estado de alerta acontece quando a umidade do ar fica entre 12% e 20%, obrigando à suspensão de exercícios e trabalho ao ar livre entre 10 e 16 horas.

Outras regiões do Estado, inclusive a capital, entraram em estado de atenção, com umidade relativa do ar entre 20% e 30%. Em São Paulo, à tarde, o índice era de 22%. No interior, Bauru registrava 21%, Taubaté, 23% e Presidente Prudente, 24%. No litoral paulista, a umidade relativa do ar chegou a 25% em Santos. 

No estado de atenção, além da suspensão de atividades ao ar livre entre 11 e 15 horas, são recomendados a umidificação de ambientes fechados e maior consumo de água. A baixa umidade relativa do ar causa ressecamento das narinas e irritação dos olhos. Também favorece a ocorrência de queimadas.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.