1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Indiano morre a bordo de navio da MSC no Porto de Santos

- Atualizado: 03 Fevereiro 2016 | 13h 58

Estrangeiro de 48 anos era tripulante da embarcação e sofreu parada cardíaca; empresa afirma que homem foi socorrido

SANTOS - Um indiano de 48 anos morreu a bordo do navio de cruzeiros MSC Magnifica neste domingo, 31, no Porto de Santos. O homem era tripulante da embarcação e, segundo nota enviada pela empresa, sofreu uma parada cardíaca.

"O tripulante foi imediatamente atendido no centro médico do navio. Mesmo com todos os esforços e procedimentos médicos de emergência realizados pela equipe médica do navio e também por uma equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), acionada pela empresa, veio a falecer", diz a companhia.

MSC Magnífica foi construído em 2010 e tem capacidade para 4 mil pessoas 

MSC Magnífica foi construído em 2010 e tem capacidade para 4 mil pessoas 

De acordo com a MSC, todas as autoridades foram comunicadas e os trâmites legais estão providenciados. A empresa não informou o nome do tripulante e nem sua função na embarcação, bem como não forneceu detalhes sobre possíveis exames feitos no corpo e sobre previsões para o envio deste à família.

A Capitania dos Portos do Estado de São Paulo (CPSP) afirma que foi notificada sobre o falecimento do tripulante e informou que não tem envolvimento em casos como este.

O MSC Magnifica atracou em Santos no último domingo, proveniente de Montevidéu, no Uruguai, com 2.987 hóspedes a bordo. No mesmo dia, após ser liberado pelas autoridades responsáveis, seguiu viagem, novamente para Montevidéu.

O navio foi construído em 2010. Pesando 95.128 toneladas, tem 16 decks (andares), 59,64 metros de altura, seu comprimento é de 293,8 metros e o calado (profundidade) atinge 32,2 metros. O navio tem capacidade para aproximadamente 4 mil pessoas e mantém 1.259 tripulantes. A embarcação pode chegar à velocidade máxima de 22,90 nós (42 km/h).

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em São PauloX