1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Incêndio atinge comércio em Santo Amaro

Fabiana Cambricoli - O Estado de S. Paulo

02 Julho 2014 | 17h 30

Mais de 40 viaturas do Corpo de Bombeiros foram acionadas para conter as chamas; segundo a corporação, não houve vítimas

Atualizado às 20h26

SÃO PAULO - Um incêndio de grandes proporções atingiu, na tarde desta quarta-feira, 2, uma loja da rede Armarinhos Fernando na Alameda Santo Amaro, em Santo Amaro, zona sul de São Paulo. Apesar de mais de 90 pessoas - 60 funcionários e 30 clientes - estarem na loja no início do fogo, não houve feridos, segundo o Corpo de Bombeiros.

De acordo com funcionários da loja, o incêndio teve início no segundo andar, onde fica o estoque de produtos, pouco antes das 17 horas. "Alguns funcionários ainda tentaram apagar o fogo, mas, quando vimos que estava se alastrando, ligamos imediatamente para os bombeiros e evacuamos o prédio", disse o gerente da loja, Moacir Gomes. 

Segundo Gomes, não houve pânico e os clientes puderam sair de forma tranquila da loja. Mais de 40 viaturas e 160 homens do Corpo de Bombeiros foram enviados para o local, mas, até as 20h30, o fogo ainda não havia sido controlado. A Alameda Santo Amaro e a Rua Senador Dantas, onde ficam os fundos do imóvel, foram fechadas pela Companhia de Engenharia de Tráfego. 

Luiz Cláudio Barbosa/FuturaPress
Mais de 40 viaturas e 160 homens do Corpo de Bombeiros foram acionados

Por precaução, doze imóveis do entorno foram interditados pela Defesa Civil, entre eles, um prédio residencial de 13 andares. Os mais de 150 moradores do edifício tiveram que deixar os apartamentos por causa da fumaça. 

"Depois que o incêndio se alastrou, o apartamento ficou abafado e as paredes e janelas ficaram muito quentes. A Defesa Civil falou que, apesar de não haver risco de incêndio, era para sairmos porque essa fumaça é muito tóxica", disse a auxiliar administrativa Kelly Cristina Jordão, de 33 anos, moradora do quarto andar. Grávida de 3 meses, ela saiu do apartamento apenas com a roupa do corpo, acompanhada da enteada e de seus dois cachorros. 

Ainda não há informações sobre o motivo do incêndio. De acordo com o coronel Jair Paca de Lima, coordenador da Defesa Civil, o fogo se espalhou rapidamente pelo fato de os materiais vendidos na loja serem inflamáveis. "Tanto no estoque quanto no depósito da loja havia muito papelão, papel, spray e outros produtos que favorecem o alastramento das chamas." 

A assessoria de imprensa da rede Armarinhos Fernando disse que aguarda um parecer da perícia para identificar a causa do incêndio. A empresa afirmou ainda que todos os funcionários e clientes foram retirados com segurança.