Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

São Paulo

São Paulo » Hóspede é apontado como suspeito por assassinatos na Oscar Freire

São Paulo

Reprodução

Hóspede é apontado como suspeito por assassinatos na Oscar Freire

Segundo a polícia, jovem de 21 anos estava no apartamento de analista desde o Dia dos Pais

0

estadão.com.br

25 Agosto 2011 | 16h26

SÃO PAULO - Um jovem de 21 anos é apontado pela polícia como principal suspeito pela morte do analista de sistemas Eugênio Bozola, de 52, e do modelo Murilo Rezende da Silva, de 21, em um apartamento na Rua Oscar Freire, na zona oeste da capital paulista. Segundo os investigadores, o suspeito é Lucas Zannetti. Natural de Igarapava, no interior de São Paulo, mesma cidade de Eugênio, ele estaria como hóspede no apartamento do analista desde o Dia dos Pais.

 

A polícia chegou ao rapaz por relatos de amigos das vítimas. No fim de semana anterior ao assassinato, Lucas teria ido com Eugênio e outro colega a uma boate gay na zona oeste da cidade, e depois a uma pizzaria. A identificação foi feita através de imagens de câmeras de segurança dos locais. De acordo com a polícia, um tênis encontrado no apartamento era o mesmo que ele usava naquele dia. Havia marcas de sangue, que chegaram a ser lavadas.

 

Ainda segundo a polícia, o carro do analista com que Lucas fugiu foi visto pela última vez no pedágio do município de São Simão, no interior paulista. A motivação do crime, ocorrido na madrugada da última terça-feira, continua incerta. Segundo os investigadores, naquele dia os vizinhos ouviram discussões no apartamento, depois de barulhos de festa.

 

Namorada. O assassinato foi cometido de forma cruel. Eugênio e Murilo foram esfaqueados várias vezes. "O jeito como ele falou não era o dele. Estava muito estranho, disse que estava um pouco tonto." É assim que Catarina Rodrigues, de 24 anos, descreve a última conversa que teve com Murilo, pelo telefone, na segunda-feira.

 

Catarina conheceu o ex-modelo há dez meses, no Rio, na Agência 40 Graus Models, onde os dois trabalharam. Ele se mudou para São Paulo em 4 de junho, quando passou a viver no apartamento de Eugênio. a convite do analista. Foi quando começou a trabalhar na Mega Model.

 

A ex-namorada afirma que teria vindo até a capital para tentar reconquistar Murilo. Os dois mantinham contato diariamente, mas como amigos, embora ela diga que era apaixonada pelo rapaz. Segundo Catarina, o jovem tinha outro relacionamento, com uma mulher mais velha.

 

Murilo foi descoberto por Sergio Mattos, da 40 Graus, em março de 2010. Mattos já revelou modelos como Gisele Bündchen e Jesus Luz. Ele observa ainda que o rapaz era talentoso e tinha como objetivo trabalhar na Europa. "Fazia a linha "fitness", com fotos de sunga, mostrando o corpo. Era atleta, gostava de malhar." Mattos diz que também foi procurado pela atual namorada do modelo. O relato foi semelhante ao de Catarina. Ela afirma que o relacionamento entre Murilo e Eugênio era de amizade. / COM REPORTAGEM DE PAULO SALDAÑA E WILLIAM CARDOSO.

Mais conteúdo sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.